SPA assinala hoje Dia do Autor Português e distingue Victorino d'Almeida

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) assinala hoje o Dia do Autor Português, data que coincide com o 92.º aniversário daquela cooperativa, e vai atribuir o prémio de consagração de carreira ao maestro António Victorino d'Almeida.

A cerimónia de hoje vai decorrer a partir das 18:00 na Sala-Galeria Carlos Paredes da SPA, em Lisboa, com a leitura da mensagem do Dia do Autor, da responsabilidade de Victorino d'Almeida.

O prémio de consagração de carreira ao maestro, que vai atuar na cerimónia, é justificado pelas "seis décadas de carreira como compositor, escritor, realizador de cinema e grande comunicador televisivo, com amplo e merecido reconhecimento do público e da crítica".

De acordo com a informação disponibilizada na página da SPA, vão ser entregues ainda medalhas de honra a António Arnaut, José Manuel dos Santos, Filipe La Féria, Pedro Barroso, Jorge Fernando, Mário Mesquita, Casa do Artista, Maria João Pires e Teatro da Trindade, que completa 150 anos de existência.

A SPA realça que serão atribuídos também os prémios Pró-Autor a Fernando Pereira, Tonicha, ao Museu do Neo-Realismo, à Civitas-Associação de Defesa e Promoção dos Direitos dos Cidadãos e à jornalista Teresa Nicolau.

"Durante a cerimónia serão lançados os livros 'Pela Águia', de Tiago Correia, 'Eu, Tu, Ele, Nós, Vós, Eles!' e 'O Corvo e a Raposa', de Sérgio Godinho. Decorrerá também a cerimónia de entrega do Grande Prémio de Teatro Português SPA/Teatro Aberto", pode ler-se na página da SPA.