Sismo de magnitude 5,9 registado no sul das Filipinas

Um sismo de magnitude 5,9 foi hoje registado na ilha de Mindanau, no sul das Filipinas, sem causar vítimas ou danos graves, anunciaram as autoridades.

De acordo com o Instituto de Vulcanologia e Sismologia filipino, trata-se de uma réplica do sismo de magnitude 7,2 que atingiu a ilha no final de dezembro e que desencadeou um alerta de tsunami.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que regista a atividade sísmica em todo o mundo, reduziu a magnitude do sismo para 5,7.

O terramoto foi localizado a 99 quilómetros a sudeste de Pondaguitan, a mais de mil quilómetros de Manila, e ocorreu a 69 quilómetros de profundidade.

As Filipinas assentam sobre o chamado "Anel de Fogo" do Pacífico, uma zona de grande atividade sísmica e vulcânica, que regista cerca de sete mil abalos sísmicos por ano, a maioria dos quais moderados.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Crespo

E uma moção de censura à oposição?

Nos últimos três anos, o governo gozou de um privilégio raro em democracia: a ausência quase total de oposição. Primeiro foi Pedro Passos Coelho, que demorou a habituar-se à ideia de que já não era primeiro-ministro e decidiu comportar-se como se fosse um líder no exílio. Foram dois anos em que o principal partido da oposição gritou, esperneou e defendeu o indefensável, mesmo quando já tinha ficado sem discurso. E foi nas urnas que o país mostrou ao PSD quão errada estava a sua estratégia. Só aí é que o partido decidiu mudar de líder e de rumo.