PSI20 cede 0,04% e contraria tendência predominante na Europa

Lisboa, 20 jun 2019 (Lusa) - A bolsa de Lisboa encerrou hoje com o índice PSI20 a registar uma ligeira variação negativa de 0,04% para 5.096,95 pontos, contrariando os ganhos registados na maioria das praças europeias.

Das 18 cotadas que integram o PSI20, nove subiram, oito desceram e uma ficou inalterada. A Sonae SGPS e a Altri lideraram as quedas e desceram 1,22% ficando a valer 0,85 euros e 6,09 euros, respetivamente.

Nos ganhos, a Galp avançou 0,80% para 13,15 euros, num dia em que o petróleo registava uma subida acentuada nos mercados de Londres e Nova Iorque.

Nas principais subidas do PSI20, a Ramada Investimentos somou 2,15% para 7,60 euros, a Corticeira Amorim progrediu 1,39% para 10,20 euros e a Ibersol avançou 0,76% para oito euros.

Com valorizações mais baixas terminaram a Pharol (0,15 euros), a NOS (5,75 euros), a EDP Renováveis (9,10 euros), a Navigator (3,24 euros) e a Semapa (12,04 euros).

Nas descidas, a Sonae Capital recuou 0,70% para 0,71 euros, a REN perdeu 0,61% para 2,44 euros e o BCP também baixou 0,61% e ficou a valer 0,26 euros por ação.

Com descidas mais baixas ficaram os CTT (2,11 euros), a Mota-Engil (1,90 euros) e a EDP (3,40 euros). A Jerónimo Martins ficou sem qualquer variação em relação à sessão anterior (14,20 euros).

No resto da Europa, Londres subiu 0,28%, Paris 0,31% e Frankfurt 0,38%, mas Madrid recuou 0,25%.

Com a crescente tensão entre Estados Unidos e Irão a suscitar o receio de uma diminuição da oferta de petróleo, o preço do barril de Brent (de referência na Europa) registava uma subida de cerca de 4% no mercado de Londres, negociando a 64,41 dólares, depois de na quarta-feira ter encerrado a 61,78 dólares. Em Nova Iorque, o barril de WTI subia mais de 6% para 57,10 dólares.

O Irão afirmou hoje que derrubou um 'drone' norte-americano e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, considerou que Teerão cometeu "um erro enorme".

Lus/fim

Exclusivos