Preço médio do barril de petróleo fica nos 66 dólares este ano - Banco Mundial

Washington, 26 abr 2019 (Lusa) - O Banco Mundial previu hoje que os preços do petróleo fiquem nos 66 dólares por barril este ano, diminuindo ligeiramente para uma média de 65 dólares por barril no próximo ano.

"Os preços do petróleo devem registar uma média de 66 dólares por barril em 2019 e 65 dólares em 2020, o que é uma revisão em baixa face à previsão de outubro, devido ao crescimento mundial abaixo do esperado e uma produção norte-americana maior do que o previsto", lê-se num comunicado divulgado pelo Banco Mundial.

"Tornou-se claro que o ciclo de preços das matérias-primas chegou ao fim, o que está a causar dificuldades aos exportadores, mas pode oferecer oportunidades para os importadores", comentou Ceyla Pazarbasioglu, vice-presidente do Banco Mundial para a área do Crescimento Equitativo, Finanças e Instituições, citado no comunicado.

Os países exportadores "podem ter de se adaptar a ganhos mais lentos em termos de receitas das matérias-primas com a diversificação económica, enquanto os importadores podem aproveitar os preços mais baixos para aumentar os investimentos", acrescentou.

Para o diretor do Grupo de Perspetivas do Banco Mundial, Ayhan Kose, as previsões estão sujeitas a medidas políticas, nomeadamente por parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

"A perspetiva de evolução para os preços das matérias-primas é sensível a riscos relacionados com as políticas públicas, nomeadamente para o petróleo", disse, exemplificando que "o preço do petróleo pode ser afetado, nomeadamente pela decisão da OPEP de prolongar os cortes na produção, o impacto da retirada das sanções dos EUA ao Irão e pela possível alteração das regulações sobre emissões de combustível a nível marítimo".

Depois de uma queda no final de 2018, os preços do petróleo têm subido de forma sustentada desde o início do ano, lembra o Banco Mundial, notando também que os preços da energia, que incluem o gás natural e o carvão, devem descer 5,4% este ano face a 2018.

O barril de petróleo Brent passou na quinta-feira a barreira dos 75 dólares pela primeira vez desde o fim de outubro, tendo aberto a sessão de hoje a recuar para 74,18 dólares.

O valor agora anunciado pelo Banco Mundial está relativamente perto do que Angola, o segundo maior produtor da África subsaariana, que inscreveu no Orçamento para este ano um valor de referência de 68 dólares por barril.

Ler mais

Exclusivos