Polícia ferido por uma pedra e agressor detido após desordem no Seixal

Um polícia sofreu hoje ferimentos ligeiros ao ser atingido por uma pedra e o homem que o agrediu foi detido após uma desordem no bairro da Jamaica, no concelho do Seixal (Setúbal), disse fonte da PSP.

A fonte da Direção Nacional da PSP indicou à agência Lusa que a polícia foi alertada cerca das 07:30 para "uma desordem entre duas mulheres", no bairro da Jamaica, no Fogueteiro, freguesia de Amora, concelho do Seixal, tendo sido deslocada para o local uma equipa de intervenção rápida da PSP de Setúbal.

Um grupo de homens reagiu à intervenção dos agentes da polícia quando estes chegaram ao local, atirando pedras, tendo sido atingido um agente, na boca, que teve de receber assistência no Hospital Garcia de Orta, em Almada, adiantou a mesma fonte.

O agente da polícia que ficou ferido já teve alta, tendo sido detido o homem que atirou a pedra que o atingiu, acrescentou a fonte da PSP.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Patrícia Viegas

Espanha e os fantasmas da Guerra Civil

Em 2011, fazendo a cobertura das legislativas que deram ao PP de Mariano Rajoy uma maioria absoluta histórica, notei que quando perguntava a algumas pessoas do PP o que achavam do PSOE, e vice-versa, elas respondiam, referindo-se aos outros, não como socialistas ou populares, não como de esquerda ou de direita, mas como los rojos e los franquistas. E o ressentimento com que o diziam mostrava que havia algo mais em causa do que as questões quentes da atualidade (a crise económica e financeira estava no seu auge e a explosão da bolha imobiliária teve um impacto considerável). Uma questão de gerações mais velhas, com os fantasmas da Guerra Civil espanhola ainda presente, pensei.