PGR portuguesa nas celebrações do 40.º aniversário da homóloga angolana

Luanda, 26 abr 2019 (Lusa) - A Procuradora-Geral da República (PGR) portuguesa, Lucília Gago, termina hoje uma visita de três dias a Angola com a participação no ato solene da comemoração do 40.º aniversário do órgão de justiça homólogo angolano.

Além da participação no ato central, o último dia da visita de Lucília Gago, que regressa hoje à noite a Portugal, tem também previsto uma visita ao Memorial António Agostinho Neto, o primeiro Presidente de Angola (1975-1979).

A visita de Lucília Gago, que chegou na quarta-feira a Luanda, destinou-se sobretudo a conhecer a realidade judiciária em Angola e a reforçar as relações de cooperação luso-angolanas nesse domínio, não havendo, porém, a assinatura de qualquer acordo ou protocolo.

Durante a estada em Angola, e além de uma visita de cortesia ao homólogo angolano, Hélder Pitta Grós, a PGR portuguesa manteve idênticos encontros com os responsáveis dos órgãos judiciais angolanos - Tribunal Constitucional, Tribunal Supremo e Tribunal de Contas -, bem como com o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queirós.

No primeiro dia em Luanda, Lucília Gago, que ainda não falou à imprensa, foi convidada por Hélder Pitta Grós a visitar oficialmente Angola, o que só deverá acontecer no segundo semestre deste ano, antes ou depois de idêntica visita oficial do Procurador-Geral da República angolano a Portugal.

Segundo André de Brito Domingos, diretor do Gabinete de Intercâmbio e Cooperação Internacional da PGR de Angola, Lucília Gago e Pitta Grós terão oportunidade de se reunirem em junho próximo, em Maputo, onde decorrerá a reunião dos Procuradores-Gerais da República da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

A deslocação de Lucília Gago surge uma semana depois da visita de trabalho efetuada pela ministra da Justiça portuguesa, Francisca Van-Dúnem, que garantiu que as tensões entre os dois países, ligadas à Operação Fizz, são algo que pertence já ao passado, tema que não foi mencionado ao longo da estada em Angola.

Ler mais

Exclusivos