Pedro Fraga e Afonso Costa vão discutir lugares abaixo do 13.º em 'double scull ligeiro'

A dupla portuguesa Pedro Fraga e Afonso Costa apurou-se hoje para as meias-finais do 13.º ao 24.º classificados (C/D) da prova de em double scull ligeiro (LX2x) do Mundial de remo, em Plovdiv, na Bulgária.

Na quarta regata dos 'quartos', os lusos precisavam ficar num dos três primeiros lugares entre as seis embarcações da série para disputarem um lugar entre os 12 melhores do Mundo, mas ficaram em sexto.

Cumpriram os 2.000 metros em 7.16,310 minutos, bem distantes da dupla da República Checa, que venceu em 6.49,450.

Nas meias-finais de quinta-feira vão procurar a oportunidade de poder lutar pela melhor posição a partir da 13.ª.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Henrique Burnay

Falem do futuro

O euro, o Erasmus, a paz. De cada vez que alguém quer defender a importância da Europa, aparece esta trilogia. Poder atravessar a fronteira sem trocar de moeda, ter a oportunidade de passar seis meses a estudar no estrangeiro (há muito que já não é só na União Europeia) e - para os que ainda se lembram de que houve guerras - a memória de que vivemos o mais longo período sem conflitos no continente europeu. Normalmente dizem isto e esperam que seja suficiente para que a plateia reconheça a maravilha da construção europeia e, caso não esteja já convertida, se renda ao projeto europeu. Se estes argumentos não chegam, conforme o país, invocam os fundos europeus e as autoestradas, a expansão do mercado interno ou a democracia. E pronto, já está.