Palacete dos Condes de Monte Real abre como espaço de cultura em Lisboa

O Palacete dos Condes de Monte Real, localizado na freguesia da Lapa, em Lisboa, vai abrir na quinta-feira como espaço dedicado à cultura, depois de profundas obras de remodelação, segundo o grupo Estoril-Sol.

O palacete foi adquirido em 2017 pela Dimalu - Sociedade de Administrações Agrícolas e Prediais S.A., de que Emily Kuo Vong é a única sócia, com o objetivo de restaurar o imóvel.

No decorrer da restauração foram mantidos todas as características originais das fachadas e todos os elementos decorativos, como azulejos, de acordo com a informação do grupo.

"Emily Kuo Vong decidiu, assim, restaurar a totalidade do Palacete dos Condes de Monte Real de forma a preservar este marco histórico da cidade de Lisboa, conferindo-lhe uma nova vida e alargando a oferta cultural da capital", refere a nota.

O Palacete dos Condes de Monte Real passa também a ser sede da International Federation for Choral Music, da qual Emily Kuo Vong é presidente.

No próximo mês de julho, irá decorrer o World Choral Expo, um evento que vai reunir coristas, maestros e compositores da Europa, América do Norte, América do Sul, África e Ásia.

Segundo o comunicado divulgado, é "um importante evento de dimensão internacional que promete atrair milhares de turistas de todo o mundo, incentivando o culto da música coral em Portugal".

Além de todas estas funções, o imóvel será a sede da sociedade International Cultural Center -- ICC, responsável por preservar e difundir as artes, a cultura e a música.

No evento de inauguração, na quinta-feira, estarão presentes diversas personalidades nacionais e internacionais ligadas às áreas da política, da economia e da cultura.