Open da Austrália: Nadal vence Tiafoe e apura-se para as meias-finais

O tenista espanhol Rafael Nadal, segundo classificado do ranking mundial, qualificou-se hoje para as meias-finais do Open da Austrália, primeira prova do 'Grand Slam' de 2019, ao vencer o norte-americano Frances Tiafoe em três 'sets'.

Nadal, segundo cabeça de série, que já conquistou 17 títulos do 'Grand Slam', mas apenas um no torneio de piso duro australiano, em 2009, impôs-se a Tiafoe, 39.º tenista do mundo, pelos parciais de 6-3, 6-4 e 6-2, após uma hora e 49 minutos de encontro, referente aos quartos de final.

O tenista espanhol vai disputar o acesso à final do Open da Austrália com o grego Stefanos Tsitsipas, 15.º posicionado na hierarquia da ATP, que hoje se apurou pela primeira vez para as meias-finais de um 'major', ao vencer o espanhol Roberto Bautista-Agut em quatro 'sets', por 7-5, 4-6, 6-4, 7-6 (7-2).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os aspirantes a populistas

O medo do populismo é tão grande que, hoje em dia, qualquer frase, ato ou omissão rapidamente são associados a este bicho-papão. E é, de facto, um bicho-papão, mas nem tudo ou todos aqueles a quem chamamos de populistas o são de facto. Pelo menos, na verdadeira aceção da palavra. Na semana em que celebramos 45 anos de democracia em Portugal, talvez seja importante separarmos o trigo do joio. E percebermos que há políticos com quem podemos concordar mais ou menos e outros que não passam de reles cópias dos principais populistas mundiais, que, num fenómeno de mimetismo - e de muito oportunismo -, procuram ocupar um espaço que acreditam estar vago entre o eleitorado português.