Novos estudos avançam para instalação de parque eólico em Moçambique

O projeto do Parque Eólico de Namaacha, no sul de Moçambique, vai avançar para a fase de levantamento topográfico e geotécnico, com vista a estudar a localização, anunciou hoje o Banco Africano de Desenvolvimento, cofinanciador do empreendimento.

"O projeto pretende investir na contratação de serviços técnicos", que vão verificar "as características topográficas e geotécnicas" do terreno para onde está prevista a instalação do parque eólico, lê-se no aviso do BAD para apresentação de propostas de consultoria.

O parque, com uma capacidade prevista de 120 MW, é uma iniciativa da Eleqtra, empresa presente em vários países e com experiência na área de energia na África subsaariana.

"Os estudos geotécnicos incluirão perfurações para determinar a composição do solo em locais prováveis para colocar turbinas, subestações e outros componentes importantes da infraestrutura", ao passo que os outros estudos devem abranger "o mapeamento de características topográficas e padrões de drenagem de águas pluviais".

O resultado final deverá ser um relatório com "detalhes suficientes" para futuros fornecedores do projeto, conclui o BAD.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

"Petróleo, não!" Nesta semana já estivemos perto

1. Uma coisa é termos uma vaga ideia de quão estupidamente dependemos dos combustíveis fósseis. Outra, vivê-la em concreto. Obrigado aos grevistas. A memória perdida sobre o "petróleo" voltou. Ficou a nu que temos de fugir dos senhores feudais do Médio Oriente, das oligopolísticas, campanhas energéticas com preços afinados ao milésimo de euro e, finalmente, deste tipo de sindicatos e associações patronais com um poder absolutamente desproporcionado.