23 novembro 2017 às 12h54

Lei garante que trabalhadores do Infarmed podem recusar ir para o Porto, diz Fesap

O secretário-geral da Federação dos Sindicatos da Administração Pública (FESAP) disse hoje que os trabalhadores do Infarmed não podem ser obrigados a mudar-se para o Porto e que os que aceitarem fazê-lo têm direito a receber dinheiro pelas despesas de deslocação.

/img/placeholders/redacao-dn.png
Lusa
/img/placeholders/redacao-dn.png
Lusa