Justiça brasileira determina internamento de jovem que planeava atacar escola no Rio de Janeiro

A justiça brasileira determinou hoje o internamento provisório de um menor suspeito de estar a planear um ataque à sua antiga escola, no Estado do Rio de Janeiro, após este ter sido detido na segunda-feira.

"Um ex-aluno de um estabelecimento escolar, localizado na Praça da Bandeira (Rio de Janeiro), estava a difundir mensagens sobre um atentado que pretendia cometer no seu antigo colégio. Foi formalizado um procedimento investigativo, com caráter de urgência, requerendo a busca e detenção do menor, dos seus computadores e telemóveis", informa a Polícia Civil na sua página na internet.

A detenção ocorreu na casa do jovem, cuja idade não foi divulgada, no Morro da Providência, região central da cidade.

A juíza Vanessa Cavalieri, titular da Vara da Infância e da Juventude do Rio de Janeiro, determinou o internamento provisório do jovem.

Segundo a imprensa local, o ex-aluno ficará internado até à conclusão da perícia ao seu computador.

O suspeito terá negado a intenção de fazer um ataque, mas antes que tencionava vingar-se de um colega de turma. O adolescente acrescentou ser vítima de 'bullying' por parte desse colega.

"O menor estava a exibir, na internet, fotografias da arma de fogo e detalhes da ação, inclusive da sua rota de fuga, pois não pretendia matar-se, tal como ocorreu na cidade de Suzano, em São Paulo. Além disso, o menor navegou pela 'deep web' [internet oculta] e teve acesso a fóruns que tratam de atentados efetuados em ambiente escolar", acrescentou a Polícia Civil.

Ainda de acordo com as autoridades, o jovem foi detido por "factos semelhantes aos crimes de associação criminosa, posse de arma e ameaça".

Uma agente da 18.ª Delegacia de Polícia, citada pela Agência Brasil, afirmou que os pais do adolescente ficaram surpreendidos com a situação, tendo dito que não sabiam que o filho usava a internet com este fim.

Na passada quarta-feira, dois ex-alunos da Escola Estadual Raul Brasil, em São Paulo, entraram armados nas imediações daquela instituição de ensino, tendo matado cinco alunos e duas funcionárias.

Os dois autores do crime foram identificados pela Polícia Militar como sendo Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos.

Na sua conta na rede social Facebook, Guilherme Taucci Monteiro publicou cerca de 30 fotografias, usando uma máscara de caveira, armado e fazendo sinais ofensivos.

Exclusivos

Premium

Betinho

Betinho: "NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus à seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.