Juros da dívida de Portugal caem a dez anos para mínimos desde agosto

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje de manhã a subir a dois e cinco anos e a descer a dez anos, para níveis mínimos desde agosto, em relação a sexta-feira.

Cerca das 08:45 em Lisboa, os juros a dez anos estavam a recuar para 1,552%, um mínimo de seis meses, contra 1,558% na sexta-feira.

No prazo de cinco anos, os juros estavam a subir para 0,358%, contra 0,356% no final da semana passada.

No mesmo sentido, os juros a dois anos subiam para -0,244%, contra -0,245% na sexta-feira.

Os juros de Espanha desciam a dois e dez anos e subiam a cinco anos, enquanto os da Grécia e da Itália desciam em todos os prazos. Os juros da Irlanda avançavam a cinco anos e mantinham-se a dez anos.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 08:45:

2 anos... 5 anos... 10 anos

Portugal

18/02......-0,244....0,358......1,552

15/02......-0,245....0,356......1,558

Grécia

18/02.......n.disp...3,186......3,792

15/02.......n.disp...3,203......3,803

Irlanda

18/02......n.disp....0,077......0,856

15/02......n.disp....0,075......0,856

Itália

18/02.......0,393....1,725......2,768

15/02.......0,422....1,751......2,796

Espanha

18/02......-0,266....0,216......1,231

15/02......-0,262....0,215......1,235

Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Operação Marquês

Granadeiro chama 5.º mais rico do mundo para o defender

O quinto homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim Helú, é uma das 15 testemunhas que Henrique Granadeiro nomeou para serem ouvidas na fase de instrução do processo Marquês. Começa hoje a defesa do antigo líder da Portugal Telecom, que é acusado de ter recebido 24 milhões de euros do GES para beneficiar o grupo em vários negócios.