Idosos de Loures têm este ano vacinas da gripe gratuitas em farmácias

As farmácias de Loures estão este ano a vacinar gratuitamente contra a gripe as pessoas com mais de 65 anos, um projeto da administração regional de Lisboa e Vale do Tejo para reforçar a vacinação nos idosos.

A vacina da gripe é já gratuita para pessoas a partir dos 65 anos, mas os utentes têm de se deslocar aos centros de saúde para que a vacina seja administrada. Por outro lado, já há vacinação nas farmácias, mas quando os utentes pagam a sua vacina e a levantam mediante uma prescrição médica.

Este ano, em 37 das 50 farmácias do concelho de Loures é possível que os idosos recebam a vacina da gripe de forma gratuita nas farmácias, segundo adiantou à agência Lusa o presidente da administração regional de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT).

Luís Pisco disse que se trata de um projeto-piloto que será avaliado no final do ano. Caso os resultados apontem para uma mais valia para a população, o projeto poderá ser alargado a mais concelhos de toda a região de Lisboa e Vale do Tejo, que abrange 3,6 milhões de utentes.

"O objetivo é dar mais possibilidades de escolha para a vacina da gripe e ter mais uma alternativa, de proximidade", afirmou Luís Pisco à agência Lusa.

A ARS-LVT comprou para este projeto no concelho de Loures mais de 10 mil vacinas, num investimento de 35 mil euros.

Segundo a perceção preliminar, o projeto está "a ser muito bem aceite" pelos utentes, mas Luís Pisco remete dados e um balanço mais concreto para o final da manhã de hoje, quando a secretária de Estado da Saúde visitará uma das farmácias aderentes.

A iniciativa já arrancou em meados de outubro, aquando do início da época da vacinação contra a gripe, mas o protocolo que formaliza o projeto só será assinado hoje entre as várias entidades envolvidas: ARS, associações de farmácias e distribuidores farmacêuticos.

Este ano, a campanha de vacinação arrancou em 15 de outubro, cerca de duas semanas mais tarde do que o habitual para garantir uma "melhor e maior proteção durante o período da epidemia de gripe", segundo a Direção-geral da Saúde.

A vacina é gratuita para idosos, pessoas em lares e também para alguns grupos específicos como guardas prisionais e reclusos ou pessoas com doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) independentemente da idade.

Nos casos em que é gratuita, a vacina não necessita de receita médica e dispensa também pagamento de taxa moderadora, sendo geralmente administrada nos centros de saúde.

A vacinação contra a gripe está "fortemente recomendada" para pessoas com mais de 65 anos, para grávidas, para doentes crónicos e profissionais de saúde. É ainda aconselhada a vacinação de pessoas entre os 60 e os 64 anos.

Este ano, o Serviço Nacional de Saúde tem 1,4 milhões de doses de vacinas para administrar, havendo também outras doses específicas para as vacinas vendidas nas farmácias através de prescrição médica, com uma comparticipação de 37%.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.