ICA atribui 600 mil euros para próximo filme de António-Pedro Vasconcelos

O projeto de longa-metragem "A fada do lar", de António-Pedro Vasconcelos, vai receber 600 mil euros de apoio financeiro no âmbito dos concursos do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), revelou hoje este organismo.

O apoio insere-se no concurso de cinema de apoio complementar de 2018, para a produção de longas-metragens de ficção ou documentários de realizadores que tenham feito e estreado pelo menos seis filmes de ficção ou uma longa-metragem de animação.

A este programa de apoio candidataram-se os projetos "A Cura", de Luís Filipe Rocha, "As filhas do enforcado", de João Canijo, "Coração mais que perfeito", de Luís Galvão Teles, "A queda de um anjo", de Francisco Manso, e "A fada do lar", de António-Pedro Vasconcelos, tendo o júri deliberado atribuir a verba a este último.

"A fada do lar" tem produção da MGN Filmes, de Tino Navarro, a mesma produtora que trabalhou com António-Pedro Vasconcelos em, entre outros, "Parque Mayer" (2018), "Amor impossível" (2015) e "Os gatos não têm vertigens" (2014), todos com apoio financeiro do ICA.

Dos 30 programas e subprogramas de apoio financeiro ao cinema e audiovisual referentes a 2018, abertos a 30 de maio passado, apenas nove estão considerados concluídos no processo de avaliação e seleção.

Segundo a ministra da Cultura, os concursos de 2019 abrirão a 04 de fevereiro com cerca de 20 milhões de euros a repartir por vários programas de apoio à produção, escrita de argumento, distribuição, exibição ou coprodução internacional para cinema e audiovisual.

Ler mais

Exclusivos