Homem de 37 anos suspeito de abusar de menor no Porto ficou em prisão preventiva

Porto, 15 mai 2019 (Lusa) - O homem de 37 anos hoje detido pela Polícia Judiciária (PJ), suspeito de abusar sexualmente de um menor que contactava nas redes sociais e com quem combinava encontros numa pensão do Porto, ficou em prisão preventiva.

Em comunicado, a PJ explica que a detenção resultou da investigação iniciada após a denúncia de familiares da vítima, um rapaz de 13 anos, e na qual se concluiu que "o suspeito, por diversas vezes, após conversas pelas redes sociais, combinava os encontros para práticas de natureza sexual numa pensão na cidade do Porto".

O homem, talhante, foi identificado e detido "no cumprimento de mandados de detenção pela presumível autoria do crime de abuso sexual de criança", acrescenta a PJ.

Após ter sido foi presente a um primeiro interrogatório judicial, foi-lhe aplicada a medida de coação mais pesada, a de prisão preventiva.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.