Festival de Espinho com 11 concertos e músicos como Laginha, Burmester e Lars Voght

O Festival Internacional de Música de Espinho (FIME) terá início a 22 de junho, propondo 11 concertos por intérpretes como os pianistas Pedro Burmester, Mário Laginha e Lars Vogt, o violinista Dmitry Sinkovsky e o violoncelista Edgar Moreau.

Até 21 de julho, a 44.ª edição do evento promovido pela Academia de Música de Espinho volta a combinar propostas eruditas com jazz, numa programação que cobre sonoridades desde o Barroco até ao século XX.

"Será um programa de excelência, marcado pela diversidade das suas propostas artísticas e pela notoriedade dos intérpretes, o que reforça a identidade do FIME como um dos mais destacados festivais de música erudita o país", declarou hoje à Lusa o diretor-executivo do festival, Alexandre Santos.

Em destaque este ano estará o russo Dmitry Sinkovsky, que é "um dos mais destacados violinistas barrocos da atualidade, conciliando inventividade e rigor nas suas interpretações".

O pianista português Pedro Burmester é outro dos convidados, propondo para a Igreja Matriz de Espinho um concerto de entrada livre com repertório religioso, interpretado com Ana Pereira, no violino, Marco Pereira, no violoncelo, e Márcio Pereira, no clarinete.

Já Mário Laginha instalará o seu piano na praça José Salvador, em frente à Câmara Municipal, para outro espetáculo de entrada grátis em que explorará com a Orquestra Clássica de Espinho a ligação entre o jazz e o repertório sinfónico, sob a direção de Jan Wierzba.

"Pianissimo Beethoven" servirá depois de mote ao concerto do pianista alemão Lars Vogt, com a Real Filharmonía de Galícia, seguindo-se o consagrado alaúdista bósnio Edin Karamazov, na Capela de Nossa Senhora da Ajuda, com um programa dedicado a Bach.

O FIME de 2018 recebe ainda o jovem violoncelista francês Edgar Moreau, que Alexandre Santos descreve como "uma estrela em ascensão", e o oboísta espanhol Lucas Macías Navarro, que com a camerata da Orquestra Sinfónica de Castilla y Léon protagonizará um concerto "absolutamente excecional".

Especificamente quanto a jazz, a grande aposta será "num fim-de-semana de estrelas", entre as quais "lendas como o francês Michel Portal, integrado no Quinteto de Émile Parisien", e o brasileiro Hermeto Pascoal, "seja com o seu sexteto, seja num grande concerto com a jovem Orquestra de Jazz de Espinho".

Finalmente, no que concerne à secção designada Festival Júnior, "Pedro e o Lobo" é o mote para juntar adultos e crianças num concerto pela Orquestra Clássica de Espinho, com direção musical de Pedro Neves e narração de Mário Alves.

Embora com concertos de entrada livre que obrigam a reservar lugares previamente, a maioria dos bilhetes para o 44.º FIME está à venda a preços individuais entre os quatro e os oito euros.

Este ano, contudo, a organização introduziu uma outra modalidade: na compra simultânea de quatro ou mais ingressos de 8 euros para o mesmo concerto, cada bilhete custará apenas 6 euros.

Ler mais

Exclusivos