FC Porto B carimba sétimo jogo sem perder ao bater o Estoril Praia

O FC Porto B cumpriu hoje o sétimo jogo sem perder na II Liga portuguesa de futebol, ao vencer o Estoril Praia, por 2-0, em jogo da 18.ª jornada.

O jogo, com tendência para o equilíbrio, resolveu-se apenas na segunda e no espaço de três minutos, com golos de Gleison (69) e de Luizão (72), que deram aos 'azuis e brancos' a sexta vitória nas últimas sete jornadas.

O primeiro golo surgiu na sequência de uma jogada de insistência. Kelechi colocou a bola na zona central, sobrando para Luizão, que, de calcanhar, fez a assistência para o remate certeiro de Gleison.

Três minutos depois, e numa altura em que o FC Porto estava a assumir o controlo da partida, Luizão, do lado direito, pontapeou a bola com força para o fundo da baliza de César Augusto.

O Estoril Praia, por outro lado, não conseguiu reagir de forma consistente à desvantagem, à exceção de um lance que obrigou o guardião Diogo Costa a uma defesa bastante apertada.

Com este resultado, os 'dragões' ascendem à sexta posição, com 27 pontos e em igualdade com a Académica (4.º), enquanto os 'canarinhos' mantêm-se no quarto lugar da tabela, com 30.

Jogo disputado no Estádio Municipal Dr. Jorge Sampaio, em Vila Nova de Gaia.

FC Porto B - Estoril, 2-0

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, Gleison, 69 minutos.

2-0, Luizão, 72.

Equipas:

- FC Porto B: Diogo Costa, Musa Yahaya, Diogo Queirós, Diogo Leite, Oleg, Romário Baró (Diego Landis, 90), Luizão, Paulo Estrela, Kelechi, Madi (João Mário, 75) e Gleison (Irala, 82).

(Suplentes: Mouhamed, Irala, Diego Landis, João Mário, Lameira, Rui Costa e Moreto)

Treinador: Rui Barros.

- Estoril: César Augusto, Rafael Furlan, Diney, Diakhité, João Góis, Gonçalo, João Patrão (João Cardoso, 87), Filipe (Roberto, 67), Matheus (Dadashov, 72), Aylton e Jonata.

(Suplentes: Thierry, João Basso, Dadashov, Roberto, André Leal, Pedro Queirós e João Cardoso.

Treinador: Luís Freire.

Árbitro: José Rodrigues (AF Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Luizão (57).

Assistência: Cerca de 800 espectadores.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.