Europeias: Marisa Matias assume compromisso de defender o Estado social

A eurodeputada Marisa Matias, que volta a liderar a lista do Bloco de Esquerda às eleições europeias, disse hoje que a defesa do Estado social e dos direitos do trabalho são um dos grandes compromissos da candidatura.

"Durante os últimos anos começámos a recuperar da devastação da 'troika', mas essa recuperação ficou aquém do que era necessário e do que as pessoas exigiam, porque as regras europeias restringem os investimentos nos serviços públicos e porque o Governo escolheu sempre ir além do cumprimento dessas regras impostas por Bruxelas", frisou a candidata na primeira iniciativa de pré-campanha, que decorreu no Pavilhão Centro de Portugal, em Coimbra.

Marisa Matias acusou a União Europeia de querer entregar aos privados a gestão dos cuidados de saúde, salientando que a "chantagem que hoje estão a fazer sobre a ADSE, um dia estarão a fazê-la com o Serviço Nacional de Saúde (SNS)".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Foi Centeno quem fez descer os juros?

Há dias a agência de notação Standard & Poor's (S&P) subiu o rating de Portugal, levando os juros sobre a dívida pública para os níveis mais baixos de sempre. No mesmo dia, o ministro das Finanças realçava o impacto que as melhorias do rating da República têm vindo a ter nas contas públicas nacionais. A reacção rápida de Centeno teve o propósito óbvio de associar a subida do rating e a descida dos juros às opções de finanças públicas do seu governo. Será justo fazê-lo?