Europeias: César pede aos eleitores que julguem Governo já em maio

O presidente do PS, Carlos César, ligou hoje as eleições europeias à legislatura prestes a concluir-se e afirmou que o trabalho do Governo será "indiretamente sufragado" em 26 de maio.

Esta legislatura, com Governo de minoria do PS e o apoio dos partidos de esquerda, PCP, BE e PEV, "será indiretamente sufragada nas europeias", afirmou César no discurso de um jantar com militantes e deputados em Alpalhão, Nisa, com que se iniciaram as jornadas de proximidade em Portalegre e que terminam na segunda-feira.

O líder parlamentar socialista considerou que os resultados do Governo são "um sucesso" que, "quer queiram quer não queiram, os outros partidos não podem deixar de reconhecer".

E deu o exemplo da quebra do desemprego, em especial entre os jovens, ou ainda do trabalho do executivo para reduzir as desigualdades no país.

César aconselhou os eleitores a, em 26 de maio, pensarem de uma só vez se consideram se "valeu a pena ou não dar força à governação do PS" e se não valerá a pena "dar força ao PS na Europa".

Pedro Marques, o ex-ministro do Planeamento e atual cabeça de lista do PS às europeias, encerrou o jantar com deputados e militantes socialistas do distrito de Portalegre.