Euro sobe pela segunda sessão consecutiva e aproxima-se dos 1,14 dólares

O euro subiu hoje face ao dólar, pela segunda sessão consecutiva, aproximando-se da barreira dos 1,14 dólares, na véspera da reunião do Banco Central Europeu (BCE).

Às 18:06 (hora de Lisboa), o euro seguia a 1,1393 dólares quando na terça-feira, pela mesma hora, negociava a 1,1370 dólares.

O euro também subiu face ao iene, mas caiu em comparação com a libra.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou hoje a taxa de câmbio de referência do euro em 1,1367 dólares.

O BCE vai reunir-se esta quinta-feira para discutir a política monetária internacional.

Na segunda-feira, o Fundo Monetário Internacional (FMI) piorou a estimativa de crescimento da zona euro para este ano, prevendo um crescimento de 1,6% em 2019 (menos 0,3 pontos percentuais que na estimativa anterior), tendo também descido a previsão para 2018 para 1,8% (menos 0,2 pontos percentuais que anteriormente), mantendo a previsão de um avanço de 1,7% para 2020, a mesma que o BCE.

Divisas..........hoje..............terça-feira

Euro/dólar......1,1393....................1,1370

Euro/libra......0,87199..................0,87694

Euro/iene........124,70...................124,31

Dólar/iene.......109,46...................109,34

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.

Premium

Marisa Matias

Greta Thunberg

A Antonia estava em Estrasburgo e aproveitou para vir ao Parlamento assistir ao discurso da Greta Thunberg, que para ela é uma heroína. A menina de 7 ou 8 anos emocionou-se quando a Greta se emocionou e não descolou os olhos enquanto ela falava. Quando, no final do discurso, se passou à ronda dos grupos parlamentares, a Antonia perguntou se podia sair. Disse que tinha entendido tudo o que a Greta tinha dito, mas que lhe custava estar ali porque não percebia nada do que diziam as pessoas que estavam agora a falar. Poucos minutos antes de a Antonia ter pedido para sair, eu tinha comentado com a minha colega Jude, com quem a Antonia estava, que me envergonhava a forma como os grupos parlamentares estavam a dirigir-se a Greta.