Especialistas reunidos em Lisboa para aumentar o conhecimento do sono das mulheres

Centenas de especialistas vão estar reunidos em Lisboa entre hoje e sábado numa conferência que pretende "diminuir o desconhecimento sobre o sono das mulheres em várias doenças", disse à agência Lusa uma das organizadoras do evento, Teresa Paiva.

A organizadora do 'Lisbon Sleep Summit' afirma que o sono das mulheres "é muito mal conhecido" e as implicações terapêuticas entre mulheres e homens são diferentes.

"Há muita coisa que não se sabe e muita coisa de que não se tem a certeza, no que diz respeito ao sono das mulheres em determinadas doenças e efetivamente há diferenças na forma como as doenças funcionam nos homens e nas mulheres (...) e isso implica também terapêuticas diferentes", afirmou a neurologista e especialista em sono.

Segundo Teresa Paiva é "necessário alertar" para determinadas situações da vida da mulher de hoje que derivam num sono pior nas mulheres do que nos homens.

"O 'summit' vai incluir pessoas de várias formações e com essas diferenças vamos tentar lançar para a sociedade as questões que ficam abertas e que é necessário fazer. Vamos tentar transferir do conhecimento científico e do conhecimento clínico problemas para resolução social", esclareceu a especialista.

Ler mais

Exclusivos

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.