Coric afasta Federer e enfrenta Djokovic na final do torneio de ténis de Xangai

O croata Borna Coric, 19.º jogador mundial, superou hoje o suíço Roger Federer, segundo, e vai jogar a final do torneio de ténis Masters 1.000 de Xangai, na China, com o sérvio Novak Djokovic, terceiro.

Nas meias-finais, Djokovic 'arrasou' o alemão Alexander Zverev, quinto do 'ranking' mundial, em dois curtos 'sets', pelos parciais de 6-2 e 6-1, em apenas uma hora, enquanto Coric precisou de mais 13 minutos para bater Federer, por um duplo 6-4.

Coric, de 21 anos, não enfrentou um único ponto de 'break' ao longo de todo o encontro e aproveitou dois dos sete que conquistou no serviço do helvético, de 37, sempre no primeiro jogo de cada um dos 'sets'.

Com estes resultados, Djokovic vai ascender na segunda-feira ao segundo lugar do 'ranking' mundial, desalojando Federer, numa tabela liderada pelo espanhol Rafael Nadal, ausente em Xangai devido a lesão.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.

Premium

Viriato Soromenho Marques

Erros de um sonhador

Não é um espetáculo bonito ver Vítor Constâncio contagiado pela amnésia que tem vitimado quase todos os responsáveis da banca portuguesa, chamados a prestar declarações no Parlamento. Contudo, parece-me injusto remeter aquele que foi governador do Banco de Portugal (BdP) nos anos críticos de 2000-2010 para o estatuto de cúmplice de Berardo e instrumento da maior teia de corrupção da história portuguesa, que a justiça tenta, arduamente, deslindar.