Comandante dos Bombeiros de Vila Pouca demite-se por divergências com a direção

Vila Pouca, Vila Real, 25 jun 2019 (Lusa) - O comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila Pouca de Aguiar, José Relvas, revelou hoje à Lusa que apresentou a demissão a 19 de junho por "divergências" com o presidente da direção.

"Já havia algum arrastar de situações anteriores e chegou a um ponto em que decidi apresentar a demissão", explicou.

Após um ano e meio no cargo da instituição do distrito de Vila Real, José Relvas decidiu apresentar a demissão no dia 19 de junho por "divergências" entre o comando e o presidente da direção.

Contactado pela Agência Lusa, o presidente dos Bombeiros Voluntários de Vila Pouca de Aguiar, José Quinteiro, confirmou o desentendimento com o comandante, mas ressalvou que "os motivos não justificaram o pedido de demissão".

"O assunto que levou ao pedido de demissão era algo do dia-a-dia de uma casa como esta instituição e penso que houve alguma precipitação", assinalou.

Apesar da posição, o presidente da direção aceitou a demissão do comandante, ressalvando ainda "o bom trabalho realizado" por José Relvas.

Sem apresentar uma data em concreto para encontrar um novo comandante, José Quinteiro explicou ainda que o funcionamento da corporação está assegurado pela segunda comandante, agora comandante interina, Diana Silva.

"Conhece melhor que ninguém os 'cantos à casa', tem nove anos de casa e já foi comandante interina em outras ocasiões", destacou.

Face ao início do período crítico de incêndios, o presidente da corporação aguiarense garantiu ainda que o normal funcionamento não está posto em causa.

Exclusivos