CDS-PP realiza jornadas parlamentares em Viana do Castelo com Europa e mar na agenda

O CDS-PP realiza na segunda e terça-feira jornadas parlamentares em Viana do Castelo, com as questões europeias e a economia do mar na agenda, que inclui várias visitas e contactos com a população do distrito.

A presidente do CDS-PP e deputada Assunção Cristas vai estar presente ao longo de todo o programa e o eurodeputado Nuno Melo e cabeça de lista do partido às eleições europeias, que se realizam em maio do próximo ano, também estará em Viana, como orador num painel sobre fundos europeus.

"Aproxima-se um debate fundamental em relação aos fundos europeus e o CDS não deixará de o incluir nas suas jornadas", justificou o líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, em declarações aos jornalistas no parlamento.

Questionado se a presença de Nuno Melo marca o arranque do CDS na campanha para as europeias, o líder parlamentar democrata-cristão frisou que o partido está adiantado em relação aos outros, uma vez que já apresentou, no Congresso, os seus primeiros quatro candidatos.

"As jornadas não servem para marcar nenhum partido, servem para apresentar propostas numa área que para nós é fundamental e projetar o próximo ato eleitoral com a cultura de exigência que o CDS tem perante a Europa", disse.

Dizendo citar Nuno Melo, o líder parlamentar do CDS-PP salientou que "é preciso mais Europa, mas menos Bruxelas" e que esta posição pode diferenciar, pela positiva, os democratas-cristãos "de outros partidos do chamado arco europeu".

Também para marcar a diferença, Nuno Magalhães anunciou que o CDS-PP irá levar a debate e a votos no parlamento em 21 de junho um projeto de resolução apresentado em janeiro sobre o futuro quadro comunitário, e no qual defende que o essencial é que Portugal consiga "um bom acordo", sem redução nem nas verbas para a Política Agrícola Comum nem para a política de coesão.

"Uma Europa sem coesão não é Europa, é trair o seu objetivo fundador (...). Mais nenhum partido apresentou ainda qualquer projeto na Assembleia da República, sabemos que há um acordo entre PS e PSD, mas não há nenhuma consequência", salientou.

O painel sobre fundos europeus realiza-se na segunda-feira à tarde e terá como oradores, além de Nuno Melo, o secretário-geral da Confederação dos Agricultores de Portugal, Luís Mira, e António Braz Costa, Diretor Geral do Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário (CITEVE) e administrador executivo do CeNTI (Centro de Nanotecnologia e Materiais Funcionais e Inteligentes).

O segundo painel temático das jornadas, na terça-feira de manhã, será dedicado à 'economia azul', uma escolha justificada por Nuno Magalhães com a importância do mar e da dimensão atlântica de um distrito como Viana do Castelo.

Bruno Bobone, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP), e Helena Abreu, do Centro de Investigação e Empreendedorismo de Ílhavo (CIEMAR), serão os dois oradores.

Mas como o CDS-PP tem tradição eleitoral no distrito de Viana do Castelo -- liderando há décadas a autarquia de Ponte de Lima -- estas serão também "umas jornadas bastante presentes no terreno", em que os deputados e a líder do partido irão "ouvir as pessoas" e apresentar-lhes as suas propostas.

Na segunda-feira de manhã, os trabalhos começam com a apresentação de cumprimentos na Câmara de Ponte de Lima, liderada pelo democrata-cristão Victor Mendes, seguindo-se uma visita a uma exploração agrícola. Ainda antes de almoço, os deputados terão uma reunião de trabalho com a cooperativa de produtores de pesca de Viana do Castelo.

A abertura formal das jornadas está marcada para as 15:00, com a intervenção do líder parlamentar, e, depois do painel dedicado aos fundos europeus, está marcada uma reunião com presidentes de junta das freguesias mais afetadas pelos incêndios, e com a direção e o Comandante dos Bombeiros de Monção.

"Fizemos questão de, num distrito muitíssimo afetado pelos incêndios e não tão noticiado porque felizmente não houve vítimas mortais, não deixar de falar neste assunto", explicou Magalhães.

O primeiro dia das jornadas termina com um jantar com militantes e simpatizantes CDS, assinalando a tomada de posse da Comissão Política Concelhia de Monção.

Na terça-feira de manhã, ainda antes do painel sobre economia azul, haverá tempo para um momento de contacto com o eleitorado no centro de Viana do Castelo.

O encerramento das jornadas parlamentares está marcado para as 12:30, com uma intervenção de Assunção Cristas.

Ler mais

Exclusivos