Carrazeda de Ansiães abdica da totalidade de IRS para os munícipes

Carrazeda de Ansiães, Bragança, 03 de jan (Lusa) -- A Câmara de Carrazeda de Ansiães, no distrito de Bragança, vai abdicar a favor dos munícipes, em 2018, da totalidade dos cinco por cento a quem tem direito do IRS pago no concelho, informou hoje o presidente.

O autarca João Gonçalves viu aprovado recentemente pela Assembleia Municipal o seu primeiro orçamento enquanto presidente da Câmara, onde constam esta medida e outras reduções de impostos que já tinham, no entanto, ficado definidas antes de ser eleito presidente, nas autárquicas de outubro de 2017.

João Gonçalves manteve o bastião social-democrata e foi ainda na qualidade de presidente da Assembleia Municipal que, em setembro de 2017, presidiu à sessão em que foi aprovada a devolução do IRS (Imposto sobre o Rendimento Singular) e a redução do IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis).

Como disse hoje à Lusa, a redução da taxa de IMI tem vindo a ser feita gradualmente e, em 2018, fica no nível mínimo de 0,3%.

Os cinco por cento, que equivale a cerca de "40/50 mil euros anuais" a que a Câmara tem direito do IRS pago no município também têm vindo a ser devolvidos gradualmente e, em 2018, irá na totalidade para os contribuintes residentes no concelho com pouco mais de seis mil habitantes.

O orçamento municipal para 2018 aumenta de 11,4 para quase 13,2 milhões de euros, uma diferença que "tem a ver essencialmente com a obra de requalificação da escola secundária orçada em mais de dois milhões de euros" que vai começar ainda durante o mês de janeiro, segundo adiantou o autarca.

João Gonçalves destaca no plano para 2018 a abertura, já este mês, do Centro Interpretativo do Vale do Tua, um equipamento da Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Tua que vai se gerido pela Câmara de Carrazeda de Ansiães.

O novo espaço museológico fica na Foz do Tua e o autarca acredita que será "uma porta de entrada de muitos turistas" que irão visitar Carrazeda de Ansiães e toda a nova atração em torno da barragem, que incluiu passeios de barco e de comboio, numa área que envolve ainda os concelhos de Mirandela, Vila Flor, Alijó e Murça.

A Câmara de Carrazeda vai também lançar em 2018 o primeiro orçamento participativo e dar a oportunidade aos munícipes de escolherem dois projetos a executar no plano e orçamento do próximo ano.

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

Pub
Pub