'Capitão' da França campeã do Mundo proibido de conduzir durante 20 meses

O 'capitão' da seleção de futebol da França, atual campeã do Mundo, Hugo Lloris, foi hoje proibido de conduzir durante 20 meses após ter sido apanhado a dirigir embriagado.

Além da suspensão, castigo que poderia ter ido até seis meses de prisão efetiva, o guarda-redes do Tottenham vai pagar uma multa equivalente a 56.200 euros.

Llorris, que admitiu a sua culpa, foi abordado em 24 de agosto ao volante do seu Porsche num controlo da polícia no centro de Londres: a sua taxa a alcoolemia no sangue era de 80 microgramas, quando o limite legal no Reino Unido está fixado em 35 microgramas.

Segundo o jornal The Sun, o futebolista ficou detido durante sete horas antes de ser acusado, e depois foi libertado, sob fiança.

Já o Daily Mail disse que Lloris jantou com outro campeão do Mundo, Olivier Giroud (Chelsea), e com o defesa Laurent Koscielny (Arsenal), ausente do Rússia2018 por lesão.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.