Câmara de Aguiar da Beira contra encerramento de Loja dos CTT

O presidente da Câmara Municipal de Aguiar da Beira, Joaquim Bonifácio, manifestou-se hoje contra o encerramento da estação local dos CTT e prometeu travar a decisão por "todos os meios".

"O município de Aguiar da Beira procurará travar, por todos os meios e junto de diversas entidades, a decisão de encerramento da única Loja CTT sediada em Aguiar da Beira. Como é sua obrigação, em defesa do interesse público e da manutenção de serviços essenciais à sua população", refere o autarca em comunicado hoje enviado à agência Lusa.

Na nota, o presidente da Câmara Municipal de Aguiar da Beira, no distrito da Guarda, conta que o município "foi informado pela Coordenação Retalho do Norte da empresa CTT que a Loja CTT de Aguiar da Beira, sediada na sede do concelho, e a única existente, vai ser transformada em Posto CTT dentro de um mês".

A autarquia "não aceita e repudia a decisão de encerramento da Loja CTT no respetivo concelho, com execução 'sumária' à vista, sem auscultação prévia do município e possibilidade de ponderada concertação, com vista a serem asseguradas, localmente, a continuidade, a qualidade e a acessibilidade dos serviços CTT".

O autarca independente Joaquim Bonifácio refere no comunicado que o município vê nesta decisão "o desejo expresso de desinvestimento da empresa no concelho e de deslocalização de um serviço público essencial para a sua população, maioritariamente envelhecida e vulnerável, antecipando o desaparecimento, a curto prazo, de todo e qualquer serviço dos CTT neste território e na grande maioria dos territórios do interior".

Segundo a nota, a autarquia de Aguiar da Beira já endereçou à Associação Nacional de Municípios Portugueses uma exposição através da qual manifesta o seu desacordo e "absoluto repúdio à decisão de extinção da Loja CTT" naquela vila.

Na missiva também manifestou o desagrado face "à intenção de a empresa transferir a prestação dos seus serviços para terceiros, já confirmadas noutros municípios, quebrando assim a responsabilidade contratual e legal assumida no Contrato de Concessão do Serviço Postal Nacional assinado com o anterior Governo".

Segundo Joaquim Bonifácio, o município de Aguiar da Beira congratula-se pela posição da Associação Nacional de Municípios Portugueses, tomada em sessão do Conselho Diretivo do dia 09 de outubro, que repudia a vaga de encerramento de estabelecimentos postais concelhios pretendida pela empresa CTT.

De acordo com o comunicado, a autarquia "revê-se e subscreve integralmente" a posição daquela associação, partilhando o sentimento de que "não é aceitável que, por um lado, sejam equacionadas medidas de diferenciação positiva para os territórios do interior, visando-se um maior equilíbrio do país, e, por outro lado, se retirem serviços às populações, desde logo às mais idosas e desprotegidas que aí vivem".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Francisco ​​​​​​​em Pequim?

1. A perseguição aos cristãos foi particularmente feroz durante a Revolução Cultural no tempo de Mao. Mas a situação está a mudar de modo rápido e surpreendente. Desde 1976, com a morte de Mao, as igrejas começaram a reabrir e há quem pense que a China poderá tornar-se mais rapidamente do que se julgava não só a primeira potência económica mundial mas também o país com maior número de cristãos. "Segundo os meus cálculos, a China está destinada a tornar-se muito rapidamente o maior país cristão do mundo", disse Fenggang Yang, professor na Universidade de Purdue (Indiana, Estados Unidos) e autor do livro Religion in China. Survival and Revival under Communist Rule (Religião na China. Sobrevivência e Renascimento sob o Regime Comunista). Isso "vai acontecer em menos de uma geração. Não há muitas pessoas preparadas para esta mudança assombrosa".