Bryan Ruiz apresentado como reforço do Santos

O costa-riquenho Bryan Ruiz, antigo jogador do Sporting, foi hoje apresentado como reforço do Santos, do campeonato brasileiro de futebol, ao qual fica vinculado até dezembro de 2020.

O jogador, de 32 anos, vai atuar com a camisola 10 nas provas em que o clube paulista vai participar.

Bryan Ruiz esteve três temporadas no Sporting (alinhou em 121 jogos), mas não renovou com os 'leões', sendo um jogador livre desde o final de junho.

Esteve no Mundial de futebol da Rússia, repetindo a participação do Brasil2014, então com grande sucesso - a Costa Rica chegou aos quartos de final.

"É um grande desafio para a minha carreira, estou feliz e orgulhoso por chegar a um grande clube. Uma grande saudação a todos os adeptos do clube", disse Bryan Ruiz, na apresentação pelo novo emblema.

"Espero que o Brasil seja um país de sorte para mim", acrescentou o jogador, que 'herda' o número de camisola que já foi de Pelé.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

A "taxa Robles" e a desqualificação do debate político

A proposta de criação de uma taxa sobre especulação imobiliária, anunciada pelo Bloco de Esquerda (BE) a 9 de setembro, animou os jornais, televisões e redes sociais durante vários dias. Agora que as atenções já se viraram para outras polémicas, vale a pena revistar o debate público sobre a "taxa Robles" e constatar o que ela nos diz sobre a desqualificação da disputa partidária em Portugal nos dias que correm.

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.