Bolsas europeias seguem mistas mas animadas com negociações entre Washington e Pequim

As principais bolsas europeias negociavam hoje mistas, mas animadas com o otimismo sobre as negociações comerciais entre Washington e Pequim.

Cerca das 09:00 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava em baixa ligeira, a cair 0,02% para 369,01 pontos.

As bolsas de Londres e Frankfurt recuavam 0,19% e 0,18%, enquanto as de Paris, Madrid e Milão subiam 0,02%, 0,38% e 0,25%, respetivamente.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09:00, o principal índice, o PSI20, subia 0,32% para 5.158,62 pontos.

Além do otimismo face às negociações comerciais entre Washington e Pequim, os mercados continuam pendentes do 'Brexit' e preocupados com a situação económica mundial.

Hoje, o mercado de Wall Street permanecerá fechado devido ao feriado do Dia do Presidente, feriado nacional nos Estados Unidos.

Em Nova Iorque, a bolsa terminou em alta na sexta-feira, com o Dow Jones a subir 1,74% para 25.883,25 pontos, depois de ter atingido em 03 de outubro 26.828,39 pontos, atual máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a avançar 0,61% para 7.472,41 pontos, após ter subido até aos 8.109,69 pontos em 29 de agosto, atual máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1309 dólares, contra 1,1267 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em abril também abriu hoje em alta, a cotar-se a 66,64 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,58% do que na sessão anterior e depois de ter estado acima dos 85 dólares no início de outubro.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Operação Marquês

Granadeiro chama 5.º mais rico do mundo para o defender

O quinto homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim Helú, é uma das 15 testemunhas que Henrique Granadeiro nomeou para serem ouvidas na fase de instrução do processo Marquês. Começa hoje a defesa do antigo líder da Portugal Telecom, que é acusado de ter recebido 24 milhões de euros do GES para beneficiar o grupo em vários negócios.