Bolsas europeias em alta à espera do desemprego nos Estados Unidos

Lisboa, 07 jun 2019 (Lusa) -- As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, à espera do dado do desemprego de maio nos Estados Unidos.

Cerca das 09:00 em Lisboa, o EuroStoxx 600 subia 0,57% para 376,16 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt subiam 0,57%, 1,03% e 0,48%, bem como as de Madrid e Milão, que avançavam 0,33% e 0,57%, respetivamente.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e cerca das 09:00 o principal índice, o PSI20, subia 0,14% para 5.098,71 pontos.

Os mercados ficaram esta semana aliviados com a possibilidade da Reserva Federal dos Estados unidos descer as taxas de juro e com o declínio das tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China e o México.

Entretanto, na Europa, os investidores continuam a digerir as mensagens lançadas na quinta-feira pelo Banco Central Europeu (BCE) segundo as quais não haverá mudanças nas taxas de juro pelo menos até à segunda metade de 2020.

O BCE debateu na quinta-feira situação da zona euro perante as tensões comerciais entre os Estados Unidos, China e México depois de a Fed ter aberto a porta a uma descida das taxas de juro.

Na terça-feira, o presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos, Jerome Powell, mostrou-se aberto a descer as taxas de juro para apoiar a expansão económica perante a inquietação gerada pelas disputas comerciais do país.

Os mercados estão também pendentes da evolução política no Reino Unido, depois da demissão da primeira-ministra britânica, a conservadora Theresa May, em 24 de maio, e do 'pior' resultado de sempre do Partido Conservador da primeira-ministra nas eleições europeias, e cada vez temem mais um 'Brexit' não negociado.

Em Nova Iorque, a bolsa de Wall Street terminou em alta na quinta-feira, com o Dow Jones a subir 0,71% para 25.720,66 pontos, depois de ter atingido 26.828,39 pontos em 03 de outubro de 2018, atual máximo desde que foi criado, em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a avançar 0,53% para 7.615,55 pontos, contra o atual máximo de sempre, de 8.164,00 pontos, verificado em 06 de maio.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1264 dólares, contra 1,1287 euros na quarta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em agosto abriu hoje em alta, a cotar-se a 62,54 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 1,4% do que na sessão anterior.

O barril de petróleo Brent esteve acima dos 85 dólares no início de outubro.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.