Autárquicas: PAN concorre pela primeira vez à Câmara de Cascais

O partido Pessoas, Animais e Natureza (PAN) vai concorrer pela primeira vez à presidência da Câmara de Cascais nas eleições autárquicas, com a candidatura de Francisco Guerreiro.

Em comunicado divulgado hoje, o PAN esclarece que o atual assessor parlamentar do deputado André Silva será o cabeça de lista, com o objetivo de eleger "pelo menos um deputado municipal", considerando que "as maiorias absolutas não beneficiam a democracia e reforçam a abstenção no concelho".

"A preocupante taxa de abstenção verificada nas últimas autárquicas em Cascais, de 62%, mostra que há um profundo descontentamento com as atuais políticas e partidos do sistema. O PAN deseja ser mais um contributo para a dinamização deste pacto social e para o decrescimento da abstenção no concelho. Quando apenas 38% dos cascalenses votam, algo está profundamente errado com a política local", refere Francisco Guerreiro na mesma nota.

Apostar na regeneração verde do concelho, implementar um projeto piloto para um Rendimento Básico Incondicional (RBI), combater o isolamento e criar um hospital público para animais errantes, abandonados ou detidos por pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconómica que não tenham capacidade para lhes assegurar os cuidados básicos de saúde ou de os socorrer em situação de emergência, são promessas do PAN para Cascais.

A candidatura tem como principais preocupações "os impactos e a mitigação das alterações climáticas e o redesenhar do urbanismo, pelo que uma prioridade do PAN Cascais passa pela regeneração verde e multifuncional do espaço público".

O partido considera que a reabilitação das oito ribeiras, de percursos rurais e a renaturalização de corredores ecológicos degradados melhorará a qualidade da vida socioeconómica e ecológica através de um espaço público mais coeso, sustentável, verde, seguro e aprazível para os munícipes.

Para a Assembleia Municipal, a candidata será Sandra Marques, comissária política nacional do partido.

Além de Francisco Guerreiro, são também candidatos à Câmara de Cascais o atual presidente da câmara Carlos Carreiras (PSD/CDS-PP), Gabriela Canavilhas (PS), Clemente Alves (CDU), Cecília Honório (BE) e o independente João Sande e Castro (Também És Cascais).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Começar pelas portagens no centro nas cidades

É fácil falar a favor dos "pobres", difícil é mudar os nossos hábitos. Os cidadãos das grandes cidades têm na mão ferramentas simples para mudar este sistema, mas não as usam. Vejamos a seguinte conta: cada euro que um português coloca num transporte público vale por dois. Esse euro diminui o astronómico défice das empresas de transporte público. Esse mesmo euro fica em Portugal e não vai direto para a Arábia Saudita, Rússia ou outro produtor de petróleo - quase todos eles cleptodemocracias.