Autárquicas: Livre candidata Safaa Dib à presidência da Câmara de Oeiras

O partido Livre vai candidatar Safaa Dib à presidência da Câmara de Oeiras, com propostas de mais transparência, mais mobilidade, mais cultura e mais ecologia.

A candidata, que tem consigo Tomás Pereira como candidato à Assembleia Municipal, promete sessões abertas de discussão pública sobre a gestão autárquica em Oeiras e com espaço interventivo da parte dos cidadãos.

Além disso, sugere a criação do Provedor do Munícipe e de um Gabinete para a Transparência.

Na área da Mobilidade, quer criar uma rede pública de transportes, com o objetivo de "suprir as atuais lacunas da concessão Vimeca", e implementar políticas de incentivo fiscal à utilização de transportes públicos e da bicicleta nas deslocações pendulares.

Quanto à Cultura, propõe "prioridade máxima à estimulação do desenvolvimento cultural nos munícipes" e fomentar a criação de associações e grupos culturais de forma a aumentar a inclusão dos munícipes, tanto no consumo como na produção.

Por fim, a candidata quer também aproximar os espaços verdes das zonas residenciais, melhorar os serviços municipais de recolha de lixo, dotando-lhes mais e melhores meios, aumentar o número de pontos do lixo, arborizar as ruas, ativar políticas de descarbonização municipal, reduzindo a poluição e melhorando a qualidade do ar, e assegurar a qualidade da água nas praias do concelho.

Para as eleições de 01 de outubro em Oeiras foram já anunciados como candidatos, além de Safaa Dib (Livre), Paulo Vistas (IOMAF), Heloísa Apolónia (CDU), Pedro Perestrello (PNR), Ângelo Pereira (PSD,CDS-PP), Joaquim Raposo (PS), Pedro Torres (PAN) e Miguel Pinto (BE).

Isaltino Morais (Inovar - Isaltino Oeiras de Volta) e Sónia Gonçalves (Renascer Oeiras 2017) também apresentaram candidaturas mas foram chumbadas pelo Tribunal de Oeiras. Os dois vão recorrer.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.