Autárquicas: Independente Manuel Cordeiro é candidato à Câmara de S. João da Pesqueira

O advogado Manuel Cordeiro é candidato à presidência da Câmara de S. João da Pesqueira pelo movimento independente 'Pela Nossa Terra', que contará com o apoio do PS e do CDS-PP.

"A candidatura deve-se fundamentalmente a um imperativo de consciência, face ao imobilismo e a uma gritante falta de ideias e projetos mobilizadores por parte do PSD local, que vem manifestando reiteradamente uma crescente e prolongada incapacidade, para fazer face aos desafios que se nos colocam enquanto concelho", justificou o candidato de 38 anos.

Esta é a segunda vez que Manuel Cordeiro entra numa corrida autárquica, depois de em 2013 ter encabeçado o mesmo movimento independente.

"O concelho precisa de reatar o diálogo direto com os munícipes, potenciar as sinergias de toda a sociedade civil, sem exclusões e com uma envolvência e inclusão que o PSD local, muito redutor neste aspeto, já deu mostras de não ser capaz, muito cristalizado que está num funcionamento em termos de binómio nós/eles, afastando e excluindo tudo o que não se abrigue sob o guarda-chuva dos empregos e interesses patrocinados pelo partido, fruto de cerca de 40 anos de poder ininterrupto", apontou.

Caso venha a ser eleito a 01 de outubro, Manuel Cordeiro irá centrar toda a ação política em três pilares.

"A agricultura, o social e o turismo, tudo enformado por um objetivo de médio prazo, mas absolutamente central e que constituirá uma exigência permanente da nossa parte até à sua concretização, que é a resolução do problema das acessibilidades. As medidas concretas constarão do programa a apresentar oportunamente", referiu.

No que toca a agricultura, espera "potenciar o aumento das mais-valias relativamente ao vinho, azeite, maçã, amêndoa, e das exportações dos nossos produtos endógenos, com vantagens para os nossos operadores".

Já na vertente social, para além do apoio a estruturas destinadas à terceira idade (centros de dia/lares), pretende ainda levar a cabo uma política para a fixação de jovens, através de benefícios de fixação (subsidiar o arrendamento).

Por fim, pretende apostar no turismo, valorizando o Rio-Cais de acostagem, as zonas ribeirinhas, praias fluviais, passadiços e infraestruturas turísticas.

Na 'corrida' autárquica está também o professor Eduardo Jorge Rocha, pelo PSD, depois de o atual autarca, José Tulha, ter decidido que não iria recandidatar-se a um terceiro mandato.

O PSD venceu as autárquicas de 2013 com 43,59% dos votos, conquistando três mandatos.

O movimento independente intitulado "Pela Nossa Terra" obteve 35,30% dos votos, o que lhe valeu dois mandatos.

As eleições autárquicas realizam-se a 01 de outubro.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.