Autárquicas: Grupo independente candidata Acácio Pinto à Câmara de Sátão

O antigo governador civil de Viseu e ex-deputado socialista na Assembleia da República Acácio Pinto é o candidato à presidência da Câmara de Sátão pelo grupo independente 'Cidadãos Pela Nossa Terra', que contará com o apoio do PS.

"Esta candidatura resulta da vontade de um alargado grupo de cidadãos eleitores do concelho de Sátão. Tem na sua base ideológica a diversidade e a pluralidade, constituindo um movimento de cidadania ativa, independente, que estará aberto à colaboração de todos os cidadãos do concelho de Sátão e ao apoio de todas as forças partidárias", disse o Grupo de Cidadãos Pela Nossa Terra.

Acácio Pinto, professor do ensino secundário, de 58 anos, foi governador civil de Viseu de 2005 a 2009, e deputado na Assembleia da República, eleito pelo círculo eleitoral de Viseu, de 2009 a 2015.

"A nossa grande prioridade vai ser a criação de riqueza e o emprego. O Sátão precisa de um regulamento e de iniciativas que apoiem a economia e o emprego", revelou o candidato.

Em declarações à Lusa, Acácio Pinto apontou também a necessidade do concelho de Sátão ser promovido na vertente cultural.

"Este é um concelho antiquíssimo e riquíssimo em termos patrimoniais e culturais e nós temos que ancorar o desenvolvimento na cultura, trazendo pessoas. A nossa cultura é irrepetível e é por aí que devemos apostar, no turismo cultural, com iniciativas no âmbito do desporto, da aventura e da paisagem", justificou.

O Grupo de Cidadãos pela nossa Terra, que conta com o apoio do Partido Socialista, sublinha que é movido pela terra em que vivem e que pretendem engrandecer.

"O que nos une é a vontade de contribuir para a criação de riqueza e de emprego no concelho, de fomentar o desenvolvimento deste território secular, detentor de um valiosíssimo património cultural, religioso e natural, que tem de ser bem tratado, estimado, muito valorizado e bem divulgado, para se constituir como um produto económico apelativo e de elevado potencial comum", refere a nota enviada à comunicação social.

Nas autárquicas de 2013, o PSD foi o vencedor, conseguindo 54,83% dos votos e quatro mandatos. O atual presidente, Alexandre Vaz, não pode voltar a recandidatar-se, devido à lei da limitação de mandatos.

O PS, com 33,44% dos votos, conquistou três mandatos.

As eleições autárquicas estão agendadas para dia 01 de outubro.

Ler mais

Exclusivos