Autárquicas: Ex-autarca socialista Carlos Teixeira concorre a Lisboa como independente

O antigo presidente da Câmara de Loures Carlos Teixeira vai concorrer ao município de Lisboa como independente apoiado pelo PDR e pelo Juntos pelo Povo, estando a apresentação da candidatura agendada para 13 de julho, informou hoje o próprio.

Carlos Teixeira, de 60 anos, presidiu durante 12 anos (2001-2013) ao município de Loures (distrito de Lisboa) pelo PS, mas vai deixar os 31 anos de militância socialista para concorrer como independente à Câmara de Lisboa, apoiado pelo PDR (Partido Democrático Republicano), de Marinho e Pinto, e pelo partido madeirense Juntos pelo Povo (JPP). "Lisboa Sim" é o nome da candidatura.

Em declarações à agência Lusa, o candidato negou qualquer divergência com o PS, justificando a decisão com a "vontade em continuar ligado à vida autárquica".

"Fui desafiado por um grupo de cidadãos e, dada a coerência da proposta, a liberdade para escolher a minha equipa e o entendimento de que ainda sou jovem e que gosto da vida autárquica, aceitei este convite para concorrer à terra onde nasci e passei parte da minha vida", explicou.

Relativamente ao PS, o antigo autarca socialista assegurou que "não existe uma rotura" e que vai continuar a ser um "simpatizante do partido".

"Podemos ser simpatizantes de um partido sem ser militantes. A minha família política sempre foi o PS e sempre será. Não me zanguei com ninguém, não entrei em choque com ninguém, apenas me quis manter vivo e continuar a minha vida autárquica", insistiu.

Carlos Teixeira vai apresentar publicamente a sua candidatura à Câmara Municipal de Lisboa no dia 13 de julho, na sua sede de campanha (Estrada da Luz, n.º 71), pelas 10:30.

A Lusa contactou o PS, mas não obteve, até ao momento, uma reação.

A notícia da candidatura de Carlos Teixeira foi adiantada esta semana pela Antena 1.

Nas próximas eleições autárquicas, marcadas para 01 de outubro, concorrem também à presidência da Câmara de Lisboa Assunção Cristas (líder do CDS-PP), João Ferreira (CDU), Ricardo Robles (BE), Teresa Leal Coelho (PSD), o atual presidente Fernando Medina (PS), Inês Sousa Real (PAN) e Joana Amaral Dias (Nós, Cidadãos!).

Ler mais

Exclusivos