Autárquicas: CDU repete candidato para conquistar mandato em Ponte de Lima

O produtor agrícola João Gomes, de 46 anos, volta a concorrer às eleições de 01 de outubro, encabeçar a lista da CDU à Câmara de Ponte de Lima para tentar conquistar o mandato que não alcançou há quatro anos.

"Os objetivos do partido em Ponte de Lima passam pela eleição de um vereador para a Câmara, o reforço de eleitos na Assembleia Municipal onde temos um deputado e o reforço de eleitos nas Assembleias de Freguesia", afirmou o candidato da CDU.

Militante comunista há 22 anos, João Gomes é repetente em eleições autárquicas depois de, em 2013, ter encabeçado a lista daquela coligação à Câmara de Ponte de Lima, governada desde 1974 pelo CDS-PP e, em 2005, ter sido aposta da CDU para a Assembleia Municipal daquele concelho do Alto Minho.

Natural de Ponte de Lima, o candidato da CDU apontou o desenvolvimento económico, a criação de emprego, o apoio social, o desporto e a cultura como principais apostas da sua candidatura.

"Ponte de Lima é um concelho fragilizado em termos económicos e sociais. O valor dos salários praticados no concelho está 30% abaixo da média nacional. É preciso melhorar esse rácio", sustentou o candidato da CDU.

Para João Gomes, "a governação da Câmara de Ponte de Lima nunca se preocupou com as questões económicas e sociais" que afetam o concelho.

"Faltam empresas e indústrias. São problemas completamente descurados pela gestão do CDS", frisou, adiantando que "também não existe uma política desportiva consistente".

"A nossa grande batalha vai continuar a ser a criação de um conselho municipal de desporto", garantiu.

Em Ponte de Lima, as eleições autárquicas de 01 de outubro vão ser disputadas Victor Mendes (CDS), Abel Baptista do movimento independente "Ponte de Lima, Minha Terra", Manuel Barros (PSD), João Gomes (CDU), Filipe Viana do Movimento 51 e Manuel Costa (PPM).

Ler mais

Exclusivos