Autárquicas: CDU candidata aposentado António Alvéolos à Câmara de Resende

O chefe de finanças aposentado António Alvéolos é o candidato da CDU à presidência da Câmara de Resende, cargo a que concorre pela terceira vez, depois de ter estado afastado da política nos últimos oito anos.

Em declarações à Lusa, o candidato, de 64 anos, revela que decidiu aceitar o desafio do partido para entrar em mais uma 'corrida' autárquica no concelho onde nasceu e onde conhece bem as pessoas.

"Conheço muito bem as pessoas e o concelho de Resende. Até penso que sou o único candidato que nasceu no centro de Resende", acrescentou.

O candidato da CDU, que foi oficial do 25 de Abril e mais tarde nomeado governador militar da Régua, sublinhou que Resende é um concelho rural, onde tem noção que é muito difícil captar investimento.

"É difícil, mas é preciso apostar nisso. Os jovens têm saído do concelho e por estes dias de verão vemos dezenas deles, os que estão emigrados, que vêm cá de férias: isto é o reflexo de termos tido uma série de construtores que faliram e os que lá trabalharam foram todos para fora", referiu.

Caso seja eleito a 01 de outubro, António Alvéolos tem ainda no topo das suas prioridades o turismo.

"É preciso mostrar uma das terras mais bonitas do mundo. Seria uma das minhas prioridades apostar na imagem de Resende, divulgá-la para que o concelho se desenvolva", concluiu.

A CDU concorre em seis juntas de freguesia do concelho de Resende.

Na 'corrida' autárquica está também o atual presidente da Câmara de Resende, Garcez Trindade, que se recandidata a um segundo mandato pelo PS; o sociólogo e atual provedor da Santa Casa da Misericórdia de Resende Jaime Alves é o candidato do PSD; e a oficial do Instituto dos Registos e Notariado e vereadora Anabela Oliveira concorre pelo CDS-PP.

Nas autárquicas de 2013, o PS foi o vencedor conseguindo 50,71% dos votos e quatro mandatos.

A coligação do PSD/CDS-PP, com 41,41% dos votos, conquistou três mandatos.

As autárquicas realizam-se a 01 de outubro.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Viriato Soromenho Marques

Quem ameaça a União Europeia?

Em 2017, os gastos com a defesa nos países da União Europeia tiveram um aumento superior a 3% relativamente ao ano anterior. Mesmo em 2016, os gastos militares da UE totalizaram 200 mil milhões de euros (1,3% do PIB, ou o dobro do investimento em proteção ambiental). Em termos comparativos, e deixando de lado os EUA - que são de um outro planeta em matéria de defesa (o gasto dos EUA é superior à soma da despesa dos sete países que se lhe seguem) -, a despesa da UE em 2016 foi superior à da China (189 mil milhões de euros) e mais de três vezes a despesa da Rússia (60 mil milhões, valor, aliás, que em 2017 caiu 20%). O que significa então todo este alarido com a necessidade de aumentar o esforço na defesa europeia?

Premium

Ruy Castro

Uma digressão pelo Rio da bossa-nova

Uma das casas mais representativas em que Tom Jobim viveu e trabalhou no Rio está condenada a ir ao chão. Em seu lugar deverá subir um prédio moderno, habitado por pessoas que talvez não saibam o que Tom representa para a música do século XX e dos séculos subsequentes. É a casa da Rua Barão da Torre, n.º 107, em Ipanema. Tom morou nela por cinco anos, de 1960 a 1965, com sua mulher Tereza e os filhos Paulinho e Elizabeth. Foi nela que nasceram Garota de Ipanema, Samba do Avião, Corcovado, Insensatez, Só Danço Samba, Inútil Paisagem, Água de Beber, O Morro não Tem Vez, Só Tinha de Ser com Você, Ela É Carioca, Vivo Sonhando e Surfboard, apenas entre as mais conhecidas. Foi dali que ele tomou um avião para Nova Iorque, para o concerto de bossa-nova no Carnegie Hall, onde começou sua carreira internacional e a da bossa-nova. E foi para ela que, seis meses depois, ele voltou, depois de conquistar o mundo pela primeira vez.