Autárquicas: CDS-PP candidata assistente social Nuno Franquelim em Sernancelhe

O assistente social Nuno Franquelim é o candidato do CDS-PP à presidência da Câmara de Sernancelhe, distrito de Viseu, elegendo como prioridades as áreas da saúde, social, agrícola e empresarial, caso seja eleito a 01 de outubro.

O candidato, de 43 anos, que concorre pela segunda vez, explicou à agência Lusa que pretende "criar um modo de vida diferente aos cidadãos do concelho" de Sernancelhe.

"Este é um concelho com uma população muito envelhecida e os executivos anteriores não têm trabalhado políticas de natalidade e para que os jovens fiquem no concelho. O meu intuito é contrariar esta situação", referiu.

Caso seja eleito, Nuno Franquelim promete tentar resolver o problema que o concelho sente na área da saúde, embora reconheça que não será tarefa fácil.

"Marcaria uma reunião com o ministro da Saúde, de forma a procurar resolver esta questão. Sei que não é fácil, pois reconheço que não é um problema apenas do concelho de Sernancelhe, mas do país", acrescentou.

O setor agrícola receberá também a sua atenção especial, apostando em "melhores vias de comunicação em termos agrícolas" e ainda "na construção de charcas e pontos de água para os agricultores".

"Em termos sociais, vou procurar parcerias com as várias IPSS (instituições particulares de solidariedade social) do concelho, apostando forte na habitação social e na ajuda a quem mais precisa", apontou.

O candidato centrista, que foi presidente da Junta de Freguesia de Fonte Arcada durante 12 anos, disse ainda que pretende apostar no setor empresarial, fazendo diferente do que vem sendo feito no concelho de Sernancelhe e evitando a construção de míni zonas industriais.

"Apostaria também no turismo religioso ligado à Nossa Senhora da Lapa e no turismo ligado à albufeira do Távora, que tem um enorme potencial e não está minimamente aproveitado", concluiu.

Na corrida autárquica está também o atual presidente da Câmara de Sernancelhe, Carlos Santiago, que vai procurar assegurar um segundo mandato pelo PSD, e a advogada Leonor Nascimento, pelo PS.

Nas eleições de 2013, o PSD obteve 53,17% dos votos, conseguindo três mandatos, e o PS alcançou 40,38% dos votos, conquistando dois mandatos.

As eleições autárquicas realizam-se no dia 01 de outubro.

Ler mais

Exclusivos