Autárquicas: CDS candidata Miguel Mattos Chaves à Figueira da Foz

O professor universitário Miguel Mattos Chaves é o candidato do CDS à Câmara Municipal da Figueira da Foz, disse hoje o responsável da distrital de Coimbra do partido.

Miguel Mattos Chaves, de 64 anos e residente em Lisboa, é militante do CDS e pertenceu às direções do partido "de Manuel Monteiro, Ribeiro e Castro e Paulo Portas", sendo a família paterna natural da Figueira da Foz, disse à agência Lusa o presidente da distrital de Coimbra do CDS, Luís Lagos.

O candidato, professor no IADE (Instituto de Arte, Design e Empresa), encabeça pela primeira vez a lista do CDS à Câmara da Figueira, acrescentou Luís Lagos.

Segundo o responsável da distrital de Coimbra, a candidatura terá uma atenção particular "às questões associadas ao turismo".

"O turismo terá um papel central nas propostas apresentadas em campanha. Há que promover a imagem e o nome da Figueira e devolver a centralidade que perdeu", sublinhou Luís Lagos, considerando que a campanha terá também atenção às "políticas de proximidade", procurando identificar os problemas que afetam os cidadãos daquele concelho.

O presidente da distrital do CDS acredita que, face à "experiência política" de Miguel Mattos Chaves, o partido poderá "ter um resultado como nunca teve na Figueira da Foz", esperando eleger um vereador e passar a ter dois deputados na Assembleia Municipal (atualmente tem um).

Em 2013, o CDS apresentou-se numa coligação com o PSD, PPM e MPT, que ficou a quase 15 pontos percentuais do PS, que conseguiu cinco dos nove mandatos (46,35%).

O atual presidente da Câmara, João Ataíde, recandidata-se a um terceiro mandato pelo PS, já Carlos Tenreiro encabeça a lista do PSD, Silvina Queirós a da CDU e António Durão a do MPT.

Ler mais

Exclusivos