Autárquicas: Arqueólogo Tiago Gil é o candidato da CDU à Câmara de Trancoso

O arqueólogo e dirigente associativo Tiago Gil é o candidato da CDU - Coligação Democrática Unitária (PCP-PEV) à presidência da Câmara de Trancoso nas eleições do dia 01 de outubro, anunciou hoje aquela estrutura partidária.

O candidato, com 26 anos, natural do concelho de Trancoso, é membro da Juventude Comunista Portuguesa (JCP), presidente da direção da Associação de Proteção da Natureza do Concelho de Trancoso, sócio fundador da RIBACVDANA - Associação de Fronteira para o Desenvolvimento Comunitário e membro dos corpos sociais da Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia.

A CDU refere em nota hoje enviada à agência Lusa que candidata à liderança da Assembleia Municipal de Trancoso a professora de Matemática aposentada Tina Gregório, de 64 anos, membro do PCP.

Na nota, a estrutura partidária explica que "a ausência de uma visão estratégica e de um plano de ação que contemplem as necessidades da população e o imprescindível desenvolvimento sustentável do território" levam a CDU a apresentar "uma candidatura alternativa a uma gestão autárquica débil, pouco inclusiva e que não tem tido em conta as reais vicissitudes do concelho e das comunidades que o enformam".

"Julgamos fundamental a construção de uma política autárquica abrangente, apoiada nas comunidades e que fomente o diálogo social e a participação alargada dos cidadãos, baseada numa política racional e comprometida com o bem-estar da população do concelho", acrescenta.

A candidatura da CDU ao município de Trancoso defende "uma gestão municipal sustentável, atenta e de proximidade, que funcione em estreita articulação com as instituições, empresas e demais organizações e associações locais, que procure reabilitar o tecido económico do concelho e fomentar a criação de emprego e a fixação de pessoas (sobretudo dos mais jovens)".

"Cremos essencial a promoção de uma política cultural que releve o imenso património histórico, etnográfico e arqueológico existente no concelho, de forma a que este possa constituir um ativo fundamental na promoção e desenvolvimento económico do concelho de Trancoso", é também referido.

A CDU apresenta em Trancoso "um projeto protagonizado por homens e mulheres que se afirma distintivo na defesa intransigente das populações, através de uma gestão transparente, rigorosa, eficiente e sustentável".

O município de Trancoso é atualmente presidido pelo socialista Amílcar Salvador.

No atual executivo, o PS tem a maioria, com quatro elementos, e o PSD possui três.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.