Vinte artistas de 13 países nos Encontros Mágicos de Coimbra

A edição deste ano dos Encontros Mágicos de Coimbra, que decorre de terça-feira e dia 23, conta com a participação de duas dezenas de artistas oriundos de 13 países, anunciou hoje a organização.

Lusa

Promovido pela Câmara de Coimbra e pela Luís de Matos Produções, a edição de 2018 do Festival Internacional de Magia de Coimbra integra um total de mais de uma centena de espetáculos, protagonizados por artistas oriundos da Alemanha, da Argentina, do Chile, da Coreia do Sul, da Eslovénia, de Espanha, de França, da Inglaterra, de Itália, do Japão, do Peru, da Rússia e de Portugal.

Os 127 espetáculos do festival deste ano voltarão a acontecer no centro histórico da cidade e em espaços da periferia urbana, para além do Hospital Pediátrico, do Instituto de Oncologia e do Estabelecimento Prisional de Coimbra, no âmbito da "componente solidária", que "é uma das mais indeléveis marcas dos Encontros Mágicos", sustentou a vereadora da Câmara de Coimbra Carina Gomes, na sessão de apresentação do evento, hoje à tarde, nos Paços do Concelho.

Em edições anteriores, "os Encontros Fotográficos de Coimbra uniram-se aos Encontros Mágicos fazendo deslocar a Coimbra centenas de fotógrafos atraídos pelo evento", recordou a vereadora responsável pelo pelouro da cultura, assegurando que, "este ano, essa iniciativa espontânea e independente estará ainda mais entrosada" no festival.

As aulas de magia, realizadas pela primeira vez na edição em 2015, repetem-se este ano, "possibilitando a dezenas de jovens um curso de iniciação à arte mágica" ou "dando continuidade ao trabalho desenvolvido nos anos anteriores", disse Carina Gomes, anunciando a realização, em 2018, de "uma aula de magia para crianças com necessidades especiais".

O mágico chileno Juan Esteban Varela regressa este ano ao festival para promover Magia na Escuridão, "uma experiência verdadeiramente inclusiva, sem precedentes", que "convida a comunidade invisual a "ver" um espetáculo de magia em que o sentido da visão não intervém", revelou Luís de Matos, igualmente durante a sessão de apresentação do programa do festival deste ano.

Atendendo ao "mega êxito do ano passado, Coimbra voltará a receber o espetáculo Magia na Escuridão" de Juan Esteban Varela, "o reconhecido mago chileno", que volta ao Convento São Francisco, entre terça-feira e dia 22, para protagonizar "um espetáculo desenhado para invisuais" e ao qual os não invisuais poderão "assistir e sentir", depois de lhe serem colocadas vendas nos olhos, para que vivam esta "experiência única em circunstâncias tendencialmente idênticas", destacou Luís de Matos.

As grandes galas internacionais de Magia dos Encontros Mágicos 2018/22.º Festival Internacional de Magia de Coimbra terão lugar no Convento São Francisco, no dia 21 e 22, voltando, por outro lado, o Festival a integrar um pré-programa, que decorre no sábado e no domingo, na Figueira da Foz.