Marcelo anuncia que Lisboa acolherá reunião do Grupo de Arraiolos em 2020

O Presidente da República anunciou hoje que Lisboa irá acolher a reunião anual do Grupo de Arraiolos em 2020, a organizar por Portugal, na qual se assinalará a iniciativa de Jorge Sampaio de criar este fórum.

Lusa

"Como sabem, o Grupo de Arraiolos foi uma iniciativa do Presidente Jorge Sampaio. Vamos assinalar isso daqui a dois anos em Lisboa. Eu irei comunicar aos meus pares que Lisboa é exatamente a cidade escolhida para receber em 2020 a cimeira de Arraiolos", declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, em Riga.

O chefe de Estado falava num hotel da capital da Letónia, onde chegou hoje para participar, entre quinta e sexta-feira, na 14.ª reunião do Grupo de Arraiolos, que junta anualmente chefes de Estado da União Europeia sem poderes executivos.

Este grupo informal reuniu-se pela primeira vez na vila alentejana de Arraiolos, em 2003, por iniciativa do então Presidente da República de Portugal, Jorge Sampaio, que procurou juntar um conjunto de chefes de Estado com poderes semelhantes aos seus para discutir o futuro da União Europeia.

De acordo com a Presidência da República, neste 14.º encontro, na Letónia, estarão, além de Marcelo Rebelo de Sousa e do Presidente do país anfitrião, Raimonds Vjonis, do Partido Verde Letão, os chefes de Estado da Alemanha, Áustria, Bulgária, Croácia - apenas no primeiro dia -, Estónia, Finlândia, Grécia, Itália, Letónia, Malta e Polónia.

Desde a reunião de Arraiolos em 2003, realizaram-se treze encontros, que têm tido periodicidade anual. Marcelo Rebelo de Sousa, que assumiu funções como Presidente da República em março de 2016, esteve presente na 12.ª reunião, que decorreu nesse ano na Bulgária, e na 13.ª, em Malta, em 2017.

A reunião do próximo ano vai realizar-se na Grécia e Portugal irá organizar a reunião de 2020.