Aeroclube de Bragança voa para apoiar instituições sociais

O Aeroclube de Bragança vai destinar as receitas de várias iniciativas ao longo deste ano para ajudar a adquirir uma carrinha de apoio ao transporte de utentes das instituições de sociais do distrito, divulgaram hoje as partes.

"Basta voar para ajudar" é uma nova iniciativa solidária do Aeroclube de Bragança que todos os sábados vai promover batismos de voo com as receitas a reverterem para esta ajuda à União de Instituições Particulares de Solidariedade Social do Distrito de Bragança (UIPSSDB).

A vertente solidária é uma aposta do Aeroclube em todos os eventos que tem organizado e, para o ano de 2019, celebrou um protocolo com a UIPSSDB para ajudar a juntar dinheiro com vista à aquisição de uma carrinha para serviço próprio da União e das instituições que representa.

"O Aeroclube de Bragança está atento aos problemas sociais e aquilo que fazemos é criar formas, através do trabalho da direção e sócios, de angariar receita para os bens necessários. Além disso, oferecendo voos a todos aqueles que não teriam maneira de o fazer de outra forma, estamos a dar um pouco de nós e a criar momentos inesquecíveis a todas estas pessoas", segundo o presidente, Nuno Fernandes.

Para a presidente da UIPSSDB, Paula Pimentel, esta "é, sem dúvida, uma iniciativa conjunta de excelência, que visa apoiar as várias IPSS do Distrito e que são associadas da União, que representa 83 IPSS que apoiam inúmeras pessoas, através de diversos tipos de respostas sociais, que vão desde a infância, juventude, à idade adulta, população sénior e deficiência".

A União criou recentemente, através de parcerias, um Centro de Recursos de Ajudas Técnicas que disponibiliza, gratuitamente, a todas as Instituições, sempre que necessário, e pretende agora, com esta iniciativa solidária, promovida pelo Aeroclube, aumentar o apoio com a aquisição de uma viatura.

O Aeroclube irá promover várias iniciativas para ajudar, desde a receita de venda de rifas do "CARETO AirShow" 2019, o principal festival aéreo da região, a 10% da receita do "merchandising" e 54 voos para utentes das instituições associadas que nunca tenham voado.

As iniciativas incluem também o lucro dos batismos de voo que serão feitos todos os sábados durante o ano, no Aeródromo Municipal de Bragança, com a finalidade de angariar receita para esta causa.

Tanto a UIPSSDB como o Aeroclube são instituições sem fins lucrativos.

A União tem como missão a cooperação entre as IPSS do distrito de Bragança, provendo e coordenando ações que visem a cooperação, a parceria, a interajuda interinstitucional, a divulgação de boas práticas, a melhoria e qualificação, bem como a consciencialização social dos cidadãos no território onde se insere.

O Aeroclube reúne adeptos da aviação e, nos últimos anos tem assumido uma vertente solidária. Entre 2016 e 2018 levou a voar, gratuitamente e pela primeira vez, mais de 300 pessoas que, de outra forma, não teriam oportunidade de o fazer.

Em 2018, angariou verbas para oferecer mobiliário novo para o refeitório da Obra Kolping de Bragança, instituição que trabalha com crianças e jovens em risco.

Exclusivos