Governo timorense diz que exoneração de presidente da televisão seguiu investigação

O secretário de Estado da Comunicação Social timorense explicou hoje que a decisão de exoneração do ex-presidente da rádio e televisão públicas Gil da Costa foi tomada após uma análise alargada e uma investigação da Inspeção Geral de Estado.

"A Inspeção Geral do Estado em outubro fez uma investigação à RTTL e o inspetor geral do Estado declarou publicamente que havia muitas irregularidades em várias instituições, incluindo RTTL, Ministério da Saúde e da Justiça", disse Merício dos Reis Akara em declarações à Lusa.

Exclusivos