Governo abre mercado da carne de porco à Índia devido ao "potencial de consumo"

O Ministério da Agricultura anunciou hoje a abertura à Índia do mercado da carne de porco portuguesa devido ao elevado "potencial de consumo" daquele país, e fala numa "boa notícia para a produção nacional".

Em comunicado, a tutela assinala que "a Índia apresenta um potencial de consumo que ultrapassa os mil milhões de consumidores, razão pela qual é uma das economias mais importantes para a produção nacional com vocação exportadora, como é o caso da suinicultura".

De acordo com o Ministério da Agricultura, só nesta semana, em que foi aberto o mercado da Índia à carne de suíno portuguesa, "os preços pagos ao produtor atingem o segundo melhor preço da União Europeia", num montante de 165 euros por cada 100 quilogramas de carcaça.

Citado pela nota, o ministro da Agricultura considera que estas "são boas notícias para a produção nacional".

O responsável aponta também "os esforços que o Ministério e a produção, em conjunto, fizeram para ultrapassar a difícil crise em que a fileira estava afundada quando este Governo tomou posse".

No comunicado, a tutela destaca que esta estratégia se insere numa política de internacionalização, também feita "em estreita articulação com a produção nacional", que tem aumentado a "dinâmica exportadora do setor".

Ao todo, este executivo "já abriu 45 mercados para 153 produtos, 113 da área animal e 40 de origem vegetal".

O objetivo é que ainda se consiga a "abertura de mais 53 mercados para viabilização da exportação de 210 produtos, sendo 158 da área animal e 52 da área vegetal", conclui o Ministério da Agricultura.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG