FBI não pode proteger habitantes dos EUA devido ao fecho do governo - associação

A Associação de Agentes da polícia federal norte-americana (FBI, na sigla em Inglês) publicou hoje testemunhos anónimos de vários agentes especiais que garantem que "não podem proteger os habitantes dos EUA", devido ao encerramento parcial do governo federal.

As declarações dos agentes foram divulgadas em documento desta organização fundada em 1981, que junta mais de 14 mil polícias do FBI, no ativo e reformados.

Os polícias federais continuam a trabalhar sem receber salários desde 22 de dezembro, dado o seu "papel essencial na proteção da segurança nacional", apesar de o orçamento do FBI ser um dos afetados pelo desacordo político que levou ao mais prolongado encerramento de serviço do governo federal da história dos EUA, o designado 'shutdown'.

Entre os testemunhos individuais publicados, sempre de forma anónima, um polícia da região do nordeste, garantiu que na sua área de trabalho "recolhe-se muita informação valiosa de informadores", mas que agora "não se pode determinar lugares seguros para reuniões, nem pagar-lhes pela informação que dão".

Na maioria dos casos, acrescentou, "isto significa não poder realizar reuniões periódicas e perder toda a informação, deixando um vazio de conhecimento relacionado com a segurança nacional", acrescentou.

"Já é suficientemente mau trabalhar sem receber, mas apenas podemos fazer tarefas administrativas enquanto durar esta situação. Há medo, porque os nossos inimigos sabem que podem agir livremente", apontou outro agente.

O relatório da associação, além do incentivo aos polícias do FBI para procurarem outro emprego e do aumento das ameaças à segurança nacional, indicou que os problemas causados pelo 'shutdown' se estendem à luta contra o tráfico de pessoas e de drogas e aos crimes contra menores. ~

Exclusivos