Dez distritos de continente sob aviso amarelo devido à agitação marítima

Lisboa, 26 abr 2019 (Lusa) -- Dez distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte, segundo o Instituto Português do Mar e da atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro estão sob aviso amarelo até às 16:00 de hoje.

O aviso amarelo, o segundo menos grave, indica uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Na Costa Ocidental prevê-se ondas de noroeste com 04 a 05 metros, diminuindo para 3 a 3,5 metros a partir da tarde e na Costa Sul ondas de sudoeste com 01 a 1,5 metros.

Quanto ao estado do tempo, o IPMA prevê para hoje nas regiões do Norte e Centro céu geralmente muito nublado, tornando-se pouco nublado ou limpo a partir do final da tarde e aguaceiros fracos nas regiões a norte do sistema Montejunto-Estrela, até meio da manhã, mais frequentes no litoral e que serão de neve acima de 1400/1600 metros.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante oeste e pequena subida da temperatura máxima nas regiões do interior.

Na região sul a previsão aponta para céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade entre o meio da manhã e o meio da tarde e pequena subida da temperatura máxima nas regiões do interior.

Está também previsto vento fraco a moderado de noroeste, sendo de sudoeste no sotavento durante a tarde, e soprando moderado a forte na faixa costeira ocidental a partir do meio da tarde.

As temperaturas mínimas no continente vão oscilar entre os 04 graus Celsius (na Guarda) e os 11 (em Lisboa e em Aveiro) e as máximas entre os 11 (na Guarda) e os 21 (em Faro).

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.