Detido no aeroporto de Faro português suspeito de homicídio em França

Faro, 12 jun 2019 (Lusa) - Um cidadão português de 50 anos, suspeito de um crime de homicídio em França, foi detido no aeroporto de Faro quando se preparava para viajar para a Irlanda, revelou hoje o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Em comunicado, o SEF adianta que o homem, sobre o qual pendia um mandado de detenção europeu emitido pelas autoridades francesas, está indiciado pela prática de um crime de homicídio na forma tentada, cujo processo corre termos na Comarca de Lille, em França.

Segundo a mesma fonte, o detido pretendia apanhar um avião com destino a Cork, na República da Irlanda, quando foi intercetado no aeroporto de Faro pelos inspetores do SEF.

Depois de ter sido presente ao Tribunal da Relação de Évora para validação da detenção e aplicação de medidas de coação, foi conduzido à prisão, acrescenta.

O homem ficará agora sob prisão, onde aguardará a tramitação da sua entrega ao estado francês, conclui o SEF.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.