Combustíveis: Barraqueiro Transportes altera plano de supressão de carreiras com fim da greve

Torres Vedras, Lisboa, 18 abr 2019 (Lusa) - A Barraqueiro Transportes anunciou hoje que, com o fim da greve dos motoristas de matérias perigosas, vai a partir de sexta-feira alterar o plano que previa supressões até 50% nas carreiras locais, urbanas e interurbanas do serviço público.

Entre sexta-feira e domingo, "não se vai fazer cortes e vai-se manter a oferta prevista", disse à agência Lusa Laurinda Martins, em nome da administração da empresa.

A partir de segunda-feira, a Ribatejana Verde, Barraqueiro Oeste, Mafrense e Boa Viagem, empresas pertencentes à Barraqueiro Transportes, "contam retomar a normalidade das carreiras se forem reabastecidas" com combustível.

As empresas estão hoje a assegurar o serviço com supressões de carreiras locais urbanas e interurbanas do serviço público, mantendo o primeiro e último horários.

As empresas mantêm as carreiras inter-regionais que têm como destino Lisboa, assim como as carreiras que fazem o transbordo para outras ligações rodoviárias ou ferroviárias, para "minimizar os prejuízos aos passageiros".

A greve dos motoristas de matérias perigosas terminou hoje de manhã, depois de o sindicato e a Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) terem chegado a acordo.

Em conferência de imprensa, às 08:00, o ministro das Infraestruturas destacou a garantia de "paz social" acordada entre os motoristas de matérias perigosas para o processo negocial, sublinhou uma "normalização gradual" do abastecimento de combustíveis no país e referiu que a primeira reunião negocial decorrerá no dia 29.

No acordo assinado, a ANTRAM e o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas comprometem-se a concluir até dia 31 de dezembro um processo de negociação coletiva.

Este processo, de acordo com o documento distribuído aos jornalistas hoje em conferência de imprensa, em Lisboa, visa "promover e dignificar a atividade de motorista de materiais perigosos" e será acompanhado pelo Governo.

A negociação coletiva deverá assentar nos seguintes princípios de valorização: individualização da atividade no âmbito da tabela salarial, subsídio de risco, formação especial, seguros de vida específicos e exames médicos específicos.

A greve nacional dos motoristas de matérias perigosas teve início às 00:00 de segunda-feira, convocada pelo SNMMP.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.